Testemunho da Margarida: Voluntária APOIAR 100 Limites 2017

TESTEMUNHO DA MARGARIDA: VOLUNTÁRIA APOIAR 100 LIMITES 2017

«Antes de partir para Moçambique, a pobreza e a realidade de África eram algo que tinha em consciência, mas sempre com uma distância de segurança que não me deixava realmente envolver. Por isso, em Agosto, decidi arriscar e ir em missão com o desejo de me entregar, conhecer e aprender. ​​Na verdade, acabou por ser um mês muito marcante, cheio de desafios, exemplos de fé e simplicidade, que pouco a pouco foram mudando a minha vida! Talvez porque me desinstalaram… ​​Mas o que mais me tocou foi, sem duvida, a alegria genuína e contagiante que encontrei naquelas pessoas que vivem entre a pobreza e grandes dificuldades, mas com uma riqueza de espirito e coração enormes. A forma como nos deixaram entrar nas suas vidas e nos confiaram as suas histórias e preocupações ao longo do mês que lá estivemos foi de facto uma enorme graça. ​​No entanto, ao longo do meu trabalho num projeto com um grupo de adolescentes moçambicanas, foi-me bastante difícil aceitar a desigualdade entre o homem e a mulher e o futuro tão condicionado destas raparigas. Foi essencial ter o cuidado de não cair na tentação de impor a minha cultura ocidental, apenas dar a conhecer uma opção e caminho que essas raparigas também podem tomar. ​​De volta Portugal, a realidade de África, de Moçambique, deixou de ser algo distante e pouco palpável. Passou a ser uma realidade que conheci, vivi e a cima de tudo a que associo caras, nomes, histórias, amizades, sorrisos e grandes exemplos a segui»